top of page

Os pais são os maiores networkers


Sabias que 85% das pessoas deixam os chefes e não as empresas?


Pois é.

Cada dia mais é importante trabalhares desenvolvimento pessoal para seres a pessoa que os outros querem estar perto.


Acredito completamente que a paternidade forma grandes líderes.

Aliás costumo dizer que os maiores networkers são pais ou mães.


Sou mãe de 3 filhas, a caminho de 4. Sou líder de uma equipa com mais de 300 pessoas e responsável pela formação de mais de uma centena de alunos. O meu dia-a-dia é liderar, educar e impulsionar.

Uma vez li que “bons pais corrigem erros, pais brilhantes ensinam a pensar” (Augusto Curry) e fiz um paralelismo com a liderança que nunca mais esquecerei.

É muito comum cruzar-me com líderes (ou chefes) exímios a apontar dedos. No entanto os líderes mais inspiradores que conheço são seres humanos que trabalharam a principal arma para vencerem todo e qualquer desafio que a vida e os negócios lhes apresentem – a influência.


Ninguém consegue formar sucessão com imposição, com teoria ou com apelo à mediocridade.


Na liderança, como na educação, é fundamental ensinarmos as pessoas a pensar, sermos um verdadeiro exemplo daquilo que dizemos e desafiarmos as pessoas a irem mais longe porque há sempre (mas sempre) um próximo nível.

Construí-me como líder em network marketing. Sabendo que este é um dos mercados mais descredibilizados que existe, sei também que é a maior escola de empreendedores e líderes que existe.


A liderança em network marketing tem algumas especificidades que a faz ser muito mais difícil face a outros contextos:

1. Não existe compromisso dos liderados para com o líder

2. Não existe uma oferta salarial mas sim expectativas, que são, muitas vezes, irrealistas de ambas as partes

3. Não existe um contrato com cláusulas que obrigam ambas as partes a fazer o que quer que seja


Então, como consegue um líder mover massas em network marketing?


Utilizando o maior princípio que existe e que devemos usar, também, na educação de um filho: A liderança pelo exemplo.


O respeito por cada pessoa que temos à nossa frente – os pais aprendem que cada filho tem o seu ritmo, aprende a velocidades diferentes e nenhum é melhor que o outro. Um grande networker sabe que existe uma escada de sucesso, que nem todos ambicionam chegar ao topo, e cada um vai percorrê-la ao ritmo que bem entender.


Acreditar que cada pessoa pode ir mais longe – os pais sabem que cada filho é um diamante em bruto, que devem ajudar a lapidar, empoderar sem estragar com mimos, capacitar, mostrar-lhe que é capaz sempre que faz o que tem de ser feito. Um grande networker não vende resultados imediatos, mudanças de vida num estalar de dedos, não condena o sucesso de ninguém dizendo que é fácil. Um grande networker fala de processo.

Ser um exemplo daquilo que dizemos – não funciona dizer a um filho para fazer alguma coisa quando somos o exemplo do contrário, eles silenciam sempre o que dizemos para observarem o que fazemos. Um grande networker sabe que o melhor caminho para o sucesso é esperar sempre mais dele próprio e inspirar pelo exemplo.


Ensinar a pensar – substituir um filho em todas as tarefas que tem para fazer é meio caminho andado para fazermos dele incapaz para superar desafios na vida. Um grande networker sabe ensinar as pessoas a pensar muito mais do que dizer-lhes “eu faço, não te preocupes”.


Um líder ou um pai ganham o respeito dos liderados ou dos filhos quando são um exemplo de coerência, quando fazem o que dizem e dizem o que fazem.



As pessoas movem-se muito mais pela inspiração de estarem junto de pessoas que são o que dizem ser do que pelos incentivos incríveis que as empresas têm.



Se queres impactar vidas nunca te esqueças de liderar pelo exemplo e de teres sempre em mente que o sucesso acontece, na vida e nos negócios, quando és exímio a formar sucessores.


Alguma vez tinhas feito este paralelismo entre liderança e paternidade?

77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page